Ultimamente eu ando pensando muito… Não que primeiramente ou segundamente eu não faça isso. É que além da atividade cerebral regular de uma pessoa que tem a atividade intelectual como forma de ganhar a vida, penso (aióh) que de uns tempos pra cá a realidade vem me impondo um exercício maior de reflexão intelecto-moral-interio-esquisofrênica… talvez por isso eu tenha dificuldade de dormir e depois que durmo, dificuldade de acordar…

Você que está lendo e me conhece pode estar pensando (tá vendo todo mundo pensa) que eu pirei principalmente se faz parte do meu círculo de amizade ou familiar pois meu fenótipo social (existe isso?) tensiona com um texto público sobre relfexão intelecto-moral-interio-esquizofrênica, alíás esse termo não existe eu inventei agora no momento em que escrevo esse post… Mas calma viu mãe, eu to bem, to platônico, mas to bem.

Vejam como são as coisas, vejam não, Leiam. A reflexão intelecto-moral-interio-esquizofrênica fez por exemplo que eu corrigisse meu pensamento sobre os tecladistas nas bandas… sempre pensei que os tecladistas eram superficiais e quando faltava lugar no carro pra fazer um show o tecladista ficava pra traz. Mas, depois que ouvi os teclados distorcidos do Marcelo Jeneci e essa onda na música brasileira de que ele faz parte, mudei de idéia… não por conta disso mas por outras coisas também comecei a gosta de Tom Zé

Alguem vai comentar se é que alguem vai ler… Virou um pós-moderno esse Rafael só podia ser petista pelego reformista … quem quiser completa nos coments Aí que está o exercicio da reflexão intelecto-moral-interio-esquizofrênica faz isso faz coisas novas acontecerem mas não faz uma coisa não distrói a essência nem os sonhos nem os projetos… pode ser até pós-moderno pq não vivemos mais a modernidade pq depois da física quântica muita reflexão dessa ai que eu to falando deve estar acontendo nesse mundo e em outros também… Mas não é pós-modernismo não afinal como diria a música de arnaldo antunes ser eternamente adolescente nada é mais demode… há que se pensar duas vezes antes de esquecer pra esquecer o que se deve e lembrar do que é preciso.

Em tempo escrevi sem pontuação e vírgula propositadamente como não sei bem onde elas vão poderia errar sem querer então preferi errar de propósito a única marcação que tem é a reticências pois ela indica a não finalidade das coisas

Comente com seu perfil do Facebook